Convite dos líderes religiosos à participação do Tempo da Criação

Convite dos líderes religiosos à participação do Tempo da Criação

Queridos irmãos e irmãs em Cristo, “Pergunta, pois, aos animais e eles te ensinarão; às aves do céu e elas te instruirão. Fala (aos répteis) da terra, e eles te responderão, e aos peixes do mar, e eles te darão lições. Entre todos esses seres quem não sabe que a mão de Deus fez tudo isso?” (Jó 12:7-9) Um vez por ano, de 1º de setembro a 4 de outubro, os membros da família de Cristo reservam um tempo para aprofundar seu relacionamento com o Criador, com o próximo e toda a criação. Estamos falando do Tempo da Criação, que teve início em 1989 com o primeiro reconhecimento do dia de oração pela criação por parte do Patriarcado Ecumênico de Constantinopla, mas que agora é celebrado por toda a família cristã. Durante o Tempo da Criação, nos unimos para celebrar a boa dádiva da criação e refletir sobre o cuidado que dispensamos a ela. Essa é uma oportunidade preciosa que temos para interromper nossas rotinas diárias a fim de contemplar a teia de vida que nos une. À medida que a crise ambiental se aprofunda, nós cristão somos chamados a dar testemunho de nossa fé, tomando medidas ousadas para preservar a dádiva que partilhamos. Como canta o salmista: “Do Senhor é a terra e tudo o que ela contém, a órbita terrestre e todos os que nela habitam” (Salmo 24:1). Durante o Tempo da Criação, devemos nos perguntar: Será que nossas ações honram ao Senhor como Criador? Existe alguma forma de aprofundar nossa fé, protegendo nossos irmãos e irmãs mais vulneráveis, que sofrem as consequências diretas da degradação ambiental?...
No caminho a gente se entende, mas caminhar é preciso  – 35º Concílio da Diocese Anglicana de Brasilia, Paranoá/DF

No caminho a gente se entende, mas caminhar é preciso – 35º Concílio da Diocese Anglicana de Brasilia, Paranoá/DF

No caminho a gente se entende, mas caminhar é preciso 35º Concílio da Diocese Anglicana de Brasilia, DF, Brasil 1 e 2 de Setembro de 2018     “Grava-me como um selo em teu coração, Como um selo em teu braço; Pois o amor é forte, é como a morte! Cruel como o abismo é a paixão; Suas chamas são chamas de fogo Uma faísca divina.” (Ct 8:6)   A Diocese Anglicana de Brasília dá testemunho do seu compromisso de ser o sacramento do Cristo em meio a uma sociedade violentada e carente de amor e solidariedade, escutando os clamores do povo e da natureza para continuar sendo comunhão (koinonia) e serviço (diaconia) em direção ao Reinado de Deus. O 35º Concílio da Igreja local, que aconteceu em Setembro de 2018, cumpriu seu objetivo de congregar o povo de Deus, sob a orientação da Ruah Divina (o Espírito perturbador de Deus, cf At 2:1-13), para ouvir a Palavra de Deus e obedecer o mandamento de permanecer no amor, através da oração, diálogo e cuidado (pastoral/diaconia). Amar não é uma tarefa fácil. E sim, amar é uma tarefa, uma ação que afeta você mesma/o e a outras pessoas. E amar implica em permanecer no desejo de dialogar e caminhar juntas/os. E não, continua não sendo fácil. O Concílio foi longamente preparado, sob a orientação do Espírito Santo, em oração, estudo e escuta do que Deus quer de nós e para nós (para o mundo). Em meio a tantas estatísticas de violência, empobrecimento, desigualdades crescentes, assassinatos e adoecimento (mental, físico, espiritual) a or(a)ção é um caminho transformador e sustentador da fé...
Carta Pastoral à 35a Reunião Conciliar da Diocese Anglicana de Brasília da IEAB, reunida na Paróquia da SSª Trindade, Paranoá-DF, nos dias 01 e 02 de setembro de 2018.

Carta Pastoral à 35a Reunião Conciliar da Diocese Anglicana de Brasília da IEAB, reunida na Paróquia da SSª Trindade, Paranoá-DF, nos dias 01 e 02 de setembro de 2018.

1. Irmãs e Irmãos em Cristo reunidas nesta reunião conciliar da Diocese Anglicana de Brasília, desejo que este seja mais um momento de encontro, partilha, diálogo e decisões no caminho da unidade e na perspectiva da mudança a que somos chamadas e chamados a viver a cada momento de nossas vidas em Cristo. 2. Sim, porque seguir a Cristo requer de cada uma e cada um de nós mudanças. E essas são constantes. Seguir a Cristo exige assumir que estaremos na contracultura, mas também que estaremos exercendo e expressando o amor que vem de Deus e nos motiva a amar sem medo e com toda força. 3. Nessa chegada ao Concílio, somos acolhidas e acolhidos, com muita alegria e fraterna hospitalidade, pela Paróquia da SSª Trindade, que, neste mês de setembro, celebra 26 anos da presença Anglicana no Paranoá. Tempo de muitas lutas e também de alegrias e glórias, para honra de nosso Senhor Jesus Cristo. 4. E, nesse contexto de festa na Paróquia da SSª Trindade, não poderíamos deixar de trazer à memória o testemunho de perseverança do Rev. Côn. Josias Alves Conserva, que serviu com grande determinação e foi para nós um exemplo de quem resistiu e nunca desistiu da missão, porque a Missão é de Deus. 5. Hoje celebramos o ministério de liderança e serviço do Rev. Denilson Olivato, juntamente com o povo da Trindade. Vamos adiante meu povo! “Temos muito ainda por fazer, apenas começamos” (Renato Russo). 6. Nosso Concílio se envolve na moldura de três grandes referências para nossa espiritualidade na missão. Começamos a semana celebrando o testemunho e vida de Dom Helder Câmara....
34 Concílio Diocesano da DAB

34 Concílio Diocesano da DAB

Acontecerá na Paroquia da Santíssima Trindade, no Paranoá/DF, nos dias 01 e 02 de setembro, a 35 reunião conciliar da Diocese Anglicana de Brasilia. Com a presença confirma das delegações das comunidades diocesanas, esperá-se que seja um tempo de muito crescimento e fortalecimento da vida diocesana para o serviço e acolhida a todas as pessoas que chegam as comunidades para viver sua espiritualidade, e ter uma comunidade de fé onde sintam-se seguras para vivenciar a espiritualidade e encontrar-se com Deus e com o amor do Cristo que ama a todas pessoas, e do “amor que lança fora todo medo” I João 4:18. No domingo (02/09), as 10h acontecerá a celebração de encerramento e em Ação de Graças pelos 15 anos de Episcopado de Dom Mauricio Andrade. Teremos a alegria de receber como pregador o Rev Conego Richard Bartled, Diretor de Missão da USPG , e foi missionário na Diocese de Brasília de 2002 a...
Confelider e Sinodo da Igreja Episcopal Anglicana aconteceu em Brasília

Confelider e Sinodo da Igreja Episcopal Anglicana aconteceu em Brasília

“Ora vocês são o corpo de Cristo e são membros dele, cada qual a sua maneira” (1Cor 12:27)   Com esse tema a Igreja do Brasil realizou a sua conferência de lideranças, precedendo o Sínodo Geral da Igreja de 2018. As pessoas que participaram da Conferência (CONFELIDER 2018) dialogaram e compartilharam experiências sobre a Missão Transformadora, os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – Agenda 2030 (ODS) e sobre a sexualidade humana e direitos. Os resultados dos debates estão sendo sistematizados e estarão a disposição em breve. Para preparar o encontro nacional Paulo Ueti, a pedido da coordenação diocesana, escreveu uma meditação que você pode acessar clicando aqui. “Estes dias de Confelider e Sínodo foram dias de encontro e de celebrar a unidade da Igreja. A Igreja em suas diferentes faces e sotaques e, especialmente, o desejo de partilhar nossos caminhos de missão  na perspectiva de que a missão envolve respeito, pluralidade e o desejo ser uma Igreja segura para todas as pessoas” disse o Bispo da Diocese Anglicana de Brasília, Bispo Mauricio Andrade.  Após a Conferência de Lideranças, o Sínodo Geral da Igreja começou em um ambiente de muita oração, presença do Espírito Santo e vontade de fazer diferença num mundo tão marcado por violência, exclusão e tristeza. A Igreja é chamada a ser luz e sal no mundo, dar esperança para quem precisa e influenciar quem está no poder para que o mundo seja melhor. Entre os debates do Sínodo, num momento histórico em nosso país e na igreja, a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil IEAB votou a favor de estender a bênção e matrimônio a casais do mesmo sexo...